Empresas e os maus-tratos a animais no mundo

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Confira, abaixo, quais são as companhias que mais maltratam animais no mundo, segundo divulgação da PETA.

1. AIR FRANCE

No compartimento de bagagens, dezenas de bichos podem estar engaiolados rumo a um destino cruel. Ao contrário de outras empresas do setor que condenam a prática, a Air France realiza o transporte de animais que serão usados em testes de laboratório.

A procedência não importa: a companhia embarca tanto bichos criados em cativeiro quanto animais capturados na natureza. Macacos são os “passageiros” mais comuns.

2. MCDONALD’S

Não está escrito no cardápio, mas não há sequer uma opção de lanche com frango que não tenha sido feita com crueldade no McDonald’s. Segundo a PETA, todas as empresas que fornecem esse tipo de carne à rede de fast food usam métodos arcaicos para matar as aves.

Elas são penduradas de cabeça para baixo, na maioria das vezes ainda conscientes, e degoladas com navalhas. Algumas aves conseguem se esquivar do degolamento e são encaminhadas vivas para a próxima etapa do processo: banho de água fervendo para depenação.

3. PETSMART

A rede de pet shops só atua nos EUA e Canadá, mas mesmo assim conseguiu entrar para o ranking das empresas mais cruéis do mundo. O motivo é o mesmo que fez a companhia ficar famosa: a venda de animais de pequeno porte por preços baixíssimos.

Para conseguir dar grandes descontos aos clientes, a PetSmart compra lotes de hamsters, porquinhos da índia, chinchilas e outros bichos de pequeno porte. São milhares de animais adquiridos de uma só vez pela companhia e amontoados em casas localizadas atrás das lojas.

Os que são vendidos podem ter um destino feliz ao lado de seus donos, já os que não têm a mesma sorte estão fadados a definhar no local, pois não recebem os cuidados adequados.

4. REVLON

A empresa de cosméticos diz estar afastada de práticas de crueldade animal há mais de 20 anos, mas a PETA bate o pé e afirma que a Revlon está enganando os consumidores.

É que a companhia vende seus produtos na China e, por lá, todos os produtos cosméticos que são importados precisam ser submetidos a testes cruéis com animais antes de serem oferecidos aos consumidores.

5. RINGLING BROS

A companhia Ringling Bros, que realiza apresentações nos EUA, insiste em colocar bichos nos seus shows. E o pior: trata-os com muita crueldade.

Há inclusive relatos de elefantes que são enganchados durante o treinamento e urram de dor. As práticas cruéis já renderam a maior multa da história dos circos para o Ringling Bros, em 2011: foram US$ 270 mil. Mas a empresa parece não ter aprendido a lição.

6. SEAWORLD

Os animais usados nos shows do SeaWorld para divertir o público são capturados na natureza ainda bebês ou já nascem em cativeiro e estão fadados para sempre a viver em tanques de concreto. A PETA é contra este tipo de entretenimento e, por isso, colocou a companhia, que atua nos EUA, na lista das piores do mundo para os animais.

Fonte: Vegetarianos

Um comentário em “Empresas e os maus-tratos a animais no mundo

  • 26 de novembro de 2017 em 22:43
    Permalink

    Isso tem que acabar! Todos os animais têm que ser respeitados.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *