Flamingos tem as asas cortadas para selfies

Existem turistas que adoram tirar selfies com os flamingos rosas no Caribe, enquanto outros se preocupam por notar que eles não voam e não saem da ilha.

Os amantes e defensores dos animais dizem que essas aves que povoam a Renaissance Island, uma ilha do resort Renaissance Resort And Casino tiveram suas asas cortadas. Esta ilha do Caribe é pertencente ao Renaissance Resort And Casino, considerado um hotel cinco estrelas, no qual os seus hóspedes têm como atração nadar e tirar fotos com os flamingos cor-de-rosa.

Os turistas que se importam com os animais, afirmam que as aves estão sendo mantidas propositalmente na ilha pelo hotel.

Se realmente isto estiver ocorrendo, e há indicativos que sim, já que a natureza do flamingo é voar e de ser uma ave migratória, isto nos induz à dedução de que estes flamingos têm sido vítimas da inconsciência humana.

Essas belas aves que habitam a Renaissance Island provavelmente estão sendo impedidas de voar. Há quem diga que a causa desse triste fato não é porque as asas deles foram cortadas, mas sim porque foram bloqueadas com uma espécie de “clips” colocadas em suas asas para elas não saírem da ilha e servirem de atração para os turistas.

O caso dos Flamingos é muito parecido com o dos porcos nadadores das Bahamas que também são usados como atração turística, ou seja, para que turistas possa fazer selfies com estes animais. Devido à provável ação humana, vários porcos adoeceram e morreram, e existe a possibilidade que isso tenha acontecido por causa das comidas inapropriadas dadas pelos turistas aos animais: lanches, cerveja e até rum.

Os flamingos rosas também são alimentandos com petiscos pelos turistas que, em geral, assim o fazem para tirar fotos com as aves mais de perto.

Aqueles que respeitam e defendem os animais indicam fazer turismo na ilha caribenha de Bonaire, onde os flamingos selvagens vivem livres.

É bom lembrar que o direito à vida e à liberdade não é só do ser humano, mas pertence aos animais também, como seres sencientes que são, já que sentem, amam, querem viver e necessitam de liberdade para existirem segundo natureza deles, assim como nós.

Fonte: Greenme

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *