Meditação ajudou a manter a calma de meninos na Tailândia

A meditação foi uma das ferramentas usadas pelo treinador dos doze meninos que estiveram presos em uma caverna na Tailândia, para mantê-los calmos enquanto esperavam por socorro. Quando foram encontrados por dois mergulhadores ingleses, nove dias após o desaparecimento, os garotos estavam tranquilos.

— A meditação coloca a nossa mente no centro do nosso corpo, assim quando sentimos medo ou estamos estressados, nossa mente continua calma e relaxada — diz o monge tailandês Long P. Tony do The Middle Way Meditation Institute (Instituto de Meditação Caminho do Meio).

O treinador passou dez de seus 25 anos em um templo budista após ficar órfão. A experiência religiosa fez com que ele pudesse passar o que aprendeu para seus alunos.

— Quando passamos a fazer exercícios de meditação e relaxamento temos mais chance de sobrevivermos diante de uma situação adversa porque desenvolvemos controle emocional — fala Vannessa Resende, especialista em psicologia e psicoterapeuta quântica.

É possível que a prática milenar tenha auxiliado as crianças não apenas a manter a calma, mas também a controlar a fome.

— A meditação ajuda na regulação da ansiedade, até mesmo fazendo reduzir os desejos de fome e sede — afirma Vitor Friary especialista em meditação mindfulness.

Esta prática apresenta benefícios mesmo com pouco tempo de experiência, como ocorreu com os meninos, e é recomendada para pessoas de qualquer idade, desde criança a idosos.

— A meditação não depende da idade, da ocupação, da cultura ou da nação. Cada um pode praticar a meditação para deixar sua mente mais calma e serena — finaliza o monge que vei ao Brasil organizar o evento “Celebração Mundial da Paz”, que ocorrerá dia 22 de setembro.

Veja os benefícios da meditação aqui.

Fonte: Extra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *