Considerada o melhor restaurante verde do mundo, escola da Califórnia tem merenda vegana

A escola Muse, que fica perto de Los Angeles, já conquistou até o primeiro lugar do ranking da Associação de Restaurantes Verdes como o restaurante mais sustentável do mundo. O título não é à toa.

O colégio possui uma horta na qual cultiva parte dos alimentos servidos na merenda, pratica a compostagem, utiliza 100% de energia solar na cozinha e parou de servir refeições com carne ou derivados de animais.

“Nós somos uma escola que se preocupa com o meio ambiente”, diz a cofundadora Rebecca Amis. “Não poderíamos ter essa filosofia e continuar consumindo carne e derivados de animais”, explica.

Nos últimos dois anos os educadores trabalharam na transição do cardápio das crianças ao mesmo tempo em que explicavam sobre a importância da mudança na dieta alimentar. Os pais foram um pouco resistentes, confessa o colégio.

“Foi muito difícil”, conta Jeff King, diretor da escola. “Nós perdemos muitas famílias que gostavam do colégio, mas decidiram tirar suas crianças daqui por causa da merenda vegana”, relembra.

Esses alunos deixaram vagas para novos estudantes que foram atraídos justamente por esse diferencial da escola. Do pré ao Ensino Médio, todos seguem a mesma dieta alimentar dentro do colégio, incluindo os professores e demais funcionários.

As crianças gostam e, em casa, costumam pedir aos pais para que sigam a mesma filosofia. Muitos reivindicam até para que façam compostagem.

“É muito legal ver que, desde tão pequenos, eles estão ganhando essa consciência”, comemora Rebecca. Alimentação saudável faz parte do currículo da escola, que acredita ter alunos diferenciados por conta disso.

“Eles conseguem fazer a diferença no mundo pela maneira com que se alimentam”.

escola california 2

E nada de dizer que crianças veganas não são sadias! Esse tipo de dieta já foi reconhecida pelo Ministério da Saúde como saudável e, segundo estudos recentes, a redução de ingestão de carne pode poupar cinco milhões de vidas até 2050.

Neste verão, a escola planeja receber visitas de outros educadores para difundir suas práticas em instituições de ensino do país inteiro.

“Eles podem levar o programa para seus colégios e, assim, os alunos têm a oportunidade de aprender matemática, ciência e leitura, enquanto cultivam frutas, legumes e vegetais”, explica Jeff.

Iniciativas assim que nos fazem ver que é possível fazer, basta acreditar e ter vontade. Quem sabe não podemos ter  escolas semelhantes no Brasil?

Se você conhece alguma, conte pra gente!

Fonte : www.thegreenestpost.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *