Estudo afirma que yoga e meditação reduzem gastos com saúde em 43%

O Portal Vegnutri tem o seu foco no veganismo, observando ao mesmo tempo a relação entre a mente e o corpo. No estudo descrito a seguir, destaca-se a importância das nossas conexões com o mundo externo e o nosso bem estar e qualidade de vida

Um estudo feito pelo Institute for Technology Assessment (ITA) e pelo Benson-Henry Institute (BHI) do Hospital Geral de Massachusetts, afiliado a Harvard, revelou que relaxar ou gerar um estado psicológico de profundo descanso ajuda a aliviar o estresse e a ansiedade.

De acordo com pesquisas recentes, práticas como a yoga, a meditação e a reza podem ajudar e reduzir a necessidade de tratamentos de saúde em quase 50%, ao mesmo tempo em que afeta os batimentos cardíacos e a pressão sanguínea.

“As primeiras descobertas do nosso estudo são que, quando treinamos os pacientes a acionarem um estado de relaxamento (especificamente os pacientes ensinados no BHI), eles também reduzem drasticamente sua utilização dos programas de saúde”, afirmou James E. Stahl, do Hospital Geral de Massachusetts.

“Estes programas promovem bem-estar e, em ambientes de recursos limitados, podem, a custos mínimos e sem risco, reduzir o peso sobre o sistema de saúde”, completou.

Fazendo uma análise comparativa entre as informações disponíveis sobre os pacientes do Research Patient Data Registry e os indivíduos que participaram do Programa de Resiliência e Resposta de Relaxamento do BHI de 2006 a 2014, pesquisadores concluíram que os praticantes de yoga/meditação/oração gastam substancialmente menos dinheiro em cuidados com a saúde se comparados aos não-praticantes.

O estudo também descobriu que os praticantes se beneficiam primeiramente nos níveis neurológicos, cardiovascular, musculoesquelético e gastrointestinal.

Os benefícios da meditação nos pacientes

O texto abaixo foi escrito pelo Dr. Joel Kahn e publicado no site Mind Body Green. Confira o artigo original em inglês.

“A ideia de que a prática da meditação tem efeitos mensuráveis no coração e na saúde em geral não é muito conhecida nos halls da maioria dos hospitais e clínicas, mas há pouco tempo surgiram várias informações animadoras que me levaram a praticar e ensinar os benefícios da meditação aos meus pacientes.

Muitas das pesquisas sobre os benefícios médicos da meditação vieram do Dr. Robert Scheneider e sua equipe no Instituto de Medicina Natural e Prevenção. Os pesquisadores completaram no ano passado (2012) um estudo com 201 pessoas com problemas cardíacos.

O grupo foi ensinado a praticar meditação transcendental por 20 minutos duas vezes ao dia, ou recebeu instruções para passar pelo menos 20 minutos aprendendo sobre saúde. Durante o acompanhamento nos cinco anos seguintes o grupo que meditou teve uma redução de 48% na ocorrência de morte combinada, ataque cardíaco e derrame!

Um segundo tipo de meditação é o kirtan kriya, que vem da tradição Kundalini e é ensinada pelo Dr. Dharma Singh Khalsa. Eu já havia lido os livros do Dr. Khalsa sobre alimentação e meditação como medicina, mas publicações recentes de suas pesquisas são impressionantes.

Ele ensina uma meditação kirtan kriya de 12 minutos (KKM – Kirtan Kriya Meditation) que consiste na repetição musical do mantra as-ta-na-ma em voz alta, suspirando e em silêncio, enquanto movimenta os dedos repetidamente (mudras). Essa meditação é facilmente explicada em um folheto que pode ser impresso no site dele.

Dr. Khalsa e um grupo de UCLA tem demonstrado que a KKM resulta em padrões diferentes de metabolismo do cérebro se comparada a outros métodos genéricos de relaxamento. Usando PET scan eles viram que a KKM fez com que ocorressem alterações no cérebro ligadas ao aumento da longevidade. Por fim, o grupo que aprendeu a KKM também teve notas altas em saúde mental e baixa depressão.

Com efeitos potenciais como saúde e longevidade, chegou a hora de ensinar a meditação mais amplamente nos âmbitos da saúde e gerais.  Imagine se aulas de meditação fossem transmitidas nos quartos dos pacientes enquanto eles se recuperam em suas camas?

A meditação é um medicamento natural poderoso sem contraindicação aparente.”

Fonte: Nowmastê

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *