Mordida de gato pode provocar amputação?

A atriz Daniela Escobar compartilhou em seu Instagram um acidente ocorrido recentemente devido a uma mordida de gato que quase resultou na amputação de sua mão.

O Gato, como foi ‘batizado’, faz parte da família há cinco anos e, segundo ela, sempre foi muito dócil. Mas, em um belo dia, a atriz resolveu fazer carinho na cabeça dele enquanto ele dormia profundamente embaixo da mesa. Assustado e com o intuito de se proteger, o felino acabou mordendo o dedo da atriz.

A mordida não foi muito forte, segundo relatado por Daniela, mas foi o suficiente para causar uma infecção que em 24 horas paralisou os dedos da atriz, deixando-os rígidos e a impossibilitando de realizar movimentos simples, como abrir ou fechar o botão da calça.

“Pra ser objetiva, a saliva dos gatos (saudáveis e vacinados como os meus) solta uma bactéria que em horas vai paralisando seus dedos até ficarem roxos, dá gangrena, pode ser necessário amputar os dedos ou até a mão se não medicar com antibióticos fortíssimos imediatamente. É a defesa natural deles”, escreveu a atriz em sua conta no Instagram.

Por outro lado, de acordo com a médica veterinária Vanessa Souza as informações divulgadas nas redes sociais da atriz não permitem concluir qual bactéria provocou o quadro infeccioso.

Mordida de gato é perigosa? “De maneira geral, os felinos apresentam uma microbiota natural na mucosa oral, o que também acontece com outras espécies, como cães e o próprio ser humano. Por esse motivo, existe risco de infecção bacteriana após qualquer mordedura. É importante ter cuidado ao tratar desse tema buscando não culpar os felinos neste sentido”, esclarece Vanessa.

Além disso, conforme explicado pela médica veterinária, a evolução do quadro não depende somente da bactéria inoculada, mas também do estado imunológico de quem sofreu a mordida. “Pessoas com imunossupressão, crianças e idosos são mais suscetíveis a desenvolver manifestações clínicas importantes, embora a maioria dos casos apresentem baixa gravidade”, complementa.

Como explica o infectologista Alexandre Naime, na boca do gato, do cachorro e de outros mamíferos existe uma bactéria chamada Pasteurella multocida, que propicia a contaminação da pele após a mordida. “Essa é uma bactéria com ação patogénica mais agressiva, que tem uma série de mecanismos intrínsecos de lesão e toxinas que vão destruindo o tecido. E, se a pessoa demorar a ir ao médico, a lesão pode arruinar o tecido e provocar a amputação”, relata o especialista. “E as chances de amputação são comuns.”

Doença causada por mordida de gato

Há uma bactéria em específico, Bartonella henselae, que pode causar uma síndrome conhecida como Doença da arranhadura do gato (DAG) ou Doença de Teeny. Nas palavras de Vanessa, as manifestações clínicas podem ser observadas apenas no local da mordedura ou arranhadura, podendo acometer outros órgãos.

De qualquer forma, é necessário o acompanhamento médico especializado para realizar o diagnóstico e instituir o tratamento com antibióticos. No caso da atriz, não há informações precisas sobre a infecção.

Após a lesão, é indicado que se faça a lavagem do local com água e sabão,  a fim de reduzir a contaminação bacteriana no local lesionado.

“É importante ressaltar que é necessário procurar uma unidade de saúde, principalmente se forem observadas alterações importantes no local da mordedura, ou se o animal agressor não for domiciliado, para prevenir também a raiva animal, doença viral transmitida a partir da saliva de animais infectados”, finaliza a veterinária Vanessa.

“Estar bem informado não custa. Prevenir é melhor que remediar. Se eu soubesse mais sobre a natureza dos felinos tinha corrido ao médico na mesma hora e tinha me poupado de 10 dias de sufoco”, afirma Daniela.

Nota VegNutri – Não devemos ter medo, mas é necessário ter informação para saber prevenir que casos assim ocorram e se ocorrerem, saber como buscar tratamento.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Meu amor pelos meus gatos é incondicional, mas passei por uma situação que nunca pensei. Imagina o médico te dizer que é possível você perder sua mão em apenas alguns dias?? Uma mordidinha de gato pode causar isso. Meu gato que já tem 5 anos e é a mais dócil das criaturas, dormia profundamente embaixo da mesa quando inventei de fazer um carinho na cabecinha dele. Num susto e reflexo muito rápido mordeu minha mão. Pra ser objetiva, a saliva dos gatos, mesmo os saudáveis e vacinados como os meus, solta uma bactéria que em horas vai paralisando seus dedos ate ficarem roxos, gangrena, e pode ser necessário amputar os dedos ou até a mão se não medicar com antibióticos imediatamente. Os médicos me explicaram que é a defesa natural deles. Que é muito comum e o perigo é não medicar imediatamente. Minha mão doía de chorar, em 24hs meus dedos estavam duros e não mexiam, foram quatro dias de injeções, hospital, e muita meditação porque nem fechar o botão das calças eu conseguia sozinha porque foi justo na mão direita… Eu vomitava o antibiótico porque não estou acostumada a toma-los. Então precisava ser injeção. As fotos acima foram das primeiras horas após… Depois não consegui mais nem pegar o telefone… Ainda estou sob a medição que precisa ser por 10 dias…😬 Os movimentos já estão quase restaurados mas a mão ainda dói… Acidente infeliz. Coisas da vida pra nos fazer ficar longe do telefone, foi minha conclusão… As vezes a vida nos força a focar no que é mais importante para o nosso momento. As vezes só entendemos quando dói mais na carne do que na alma… 😉

Uma publicação compartilhada por DanielaEscobar (@danielaescobar) em

Fonte: Minha Vida

             Yahoo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *