Entrevista com André Ferrizzi, o vegano que é sucesso na internet

Morador da cidade de São José do Rio Preto, em São Paulo, André Ferrizzi, autor, coach e youtuber, mudou o seu corpo após adotar, inicialmente, uma alimentação ovolactovegetariana e, há mais de um ano, inteiramente vegana.

“Chegou um momento que decidi que não dava mais para continuar sendo um elo na corrente do sofrimento animal. Como uma promessa de ano novo, me tornei vegano no dia primeiro de janeiro de 2016 e desde então sinto que foi uma das melhores decisões que já tomei na minha vida.”

André foi convidado pelo portal Vegnutri e presenteia nossos leitores com esta entrevista, na qual conta um pouco do seu dia-a-dia e como podemos seguir uma dieta vegana, sem industrializados e sem abdicar da saúde.

VegNutri:  Como você se tornou vegano e há quanto tempo isso ocorreu?

André Ferrizzi : Depois de assistir no youtube o vídeo “Meet your Meat” parei de comer todo tipo de carne. Tentei por certo tempo parar com o consumo de queijo e ovos, porém sempre voltava a consumi-los, até que chegou um momento que decidi que não dava mais para continuar sendo um elo na corrente do sofrimento animal. Como uma promessa de ano novo, me tornei vegano no dia primeiro de janeiro de 2016 e desde então sinto que foi uma das melhores decisões que já tomei na minha vida.

VegNutri: Qual a sua rotina de alimentação e exercícios físicos?

André Ferrizzi : Atualmente, minha alimentação inclui banana, abacate, caqui, manga, pera, coco, arroz integral, batata doce, saladas, legumes, grão de bico, lentilha, semente de girassol crua e descascada, chia, linhaça, castanha de caju, castanha do pará, amêndoas, amendoim, nozes, gergelim, entre outros alimentos

Pratico musculação, tanto na academia, como em casa e também gosto de treinar em parques. Em casa tenho um banco de supino com cadeira extensora, uma barra, halteres e anilhas. Nos últimos quatro meses estou treinando somente em parques e em casa, e os principais exercícios que faço são supino, agachamento, levantamento terra, smith, bíceps rosca, desenvolvimento de ombros, paralelas, elevação lateral, entre outros. Para fazer barra fixa, outro exercício fundamental, vou em parques e faço um pequeno treino só com a barra fixa.

VegNutri: Como surgiu o canal do youtube e qual tem sido a repercussão?

André Ferrizzi : Pensando em unir as pessoas que têm interesse no veganismo e em ajudá-las com boas referências científicas, fundei o site Força Veg, o canal no YouTube e meu Instagram. Compartilho aquilo que vivo e acredito, que é uma alimentação sem nada de origem animal, sem industrializados, a prática de atividades físicas, prática do jejum intermitente, entre outros assuntos relacionados. O veganismo é um sonho que se tornou realidade e faz parte da minha missão compartilhar este sonho com todas as pessoas que estão em busca de uma vida melhor.

VegNutri: Qual a sua experiência com a prática do jejum?

André Ferrizzi : Existem dois tipos de jejum, o jejum intermitente diário, no qual se faz o jejum de 12 a 20 horas diárias e o jejum terapêutico, no qual o jejum se estende por vários dias. Tenho experiência com as duas abordagens. Jejuar faz parte de quase toda cultura religiosa que se conhece. Jesus Cristo, Buda e Maomé compartilhavam a ideia de jejuar, diz Dr Jason Fung, autor do livro “The Obesity Code”, que trata seus pacientes com jejuns de 24 a 36 horas semanais. Hipócrates, considerado o pai da Medicina moderna, famoso pela frase “que seu remédio seja seu alimento e que seu alimento seja seu remédio”, recomendava o jejum como prática de cura e escreveu que “se alimentar enquanto você está doente é alimentar a sua doença”.

Platão e Aristóteles também eram adeptos do jejum. Os gregos antigos acreditavam que jejuar melhorava a capacidade de pensar, diz o médico Dr. Joel Fuhrman, autor do livro “Fasting and Eating for Health”, que trata seus pacientes com jejuns de 14 dias ou mais. Você pode ver o Dr. Joel Fuhrman na prática no documentário “Fat, sick and nearly dead”, no qual o seu paciente, Joe, perdeu 45 kg fazendo um jejum com sucos detox.

Durante meu jejum de 9 dias, relatado neste vídeo, os três primeiros dias foram muito difíceis. Depois disso, é inacreditável o estado de consciência que se atinge, uma concentração incrível, bem estar e tranquilidade. Pude comprovar na prática que o jejum melhora a capacidade cognitiva, e durante meu jejum escrevi boa parte do meu outro livro “Jejum Fitness”. Jejuns longos não são praticados frequentemente, e pretendo realizar outro daqui um tempo. No dia a dia, pratico o jejum intermitente de 12 a 15 horas, pulando o café da manhã. Isso me ajuda a manter o baixo percentual de gordura corporal enquanto me dá uma maior concentração e criatividade no trabalho durante as manhãs.

VegNutri: Qual a sua formação acadêmica?

André Ferrizzi : Sou bacharel e mestre em Ciência da Computação pela UNESP de São José do Rio Preto. Sempre fui apaixonado pela área da saúde e em como a tecnologia pode ajudar as pessoas. Já programei um sistema para a Sociedade Brasileira de Neurocirurgia e para o Hospital do Câncer de Barretos. Hoje, tenho como missão usar meus conhecimentos para levar a mensagem do veganismo adiante, quebrando mitos e paradigmas e inspirar as pessoas a buscarem um estilo de vida saudável.

VegNutri: Quais são os seus projetos futuros?

André Ferrizzi : Meu projeto futuro é me aprofundar na alimentação crudívora. Em 2016, passei dois meses com uma dieta crudívora, que consiste basicamente em se alimentar com alimentos crus, como frutas, castanhas e germinados. Desde então, apesar de não seguir à risca uma dieta crudívora, reduzi o consumo de alimentos cozidos e aumentei a quantidade de alimentos crus na minha dieta, pois senti um grande bem estar com este tipo de alimentação.

VegNutri: Conte para os leitores do portal Vegnutri o que você costuma ingerir pré e pós treino.

André Ferrizzi : Normalmente treino em jejum, portanto meu pré treino é basicamente água. Porém, algumas vezes quando sinto que preciso de uma energia extra, consumo frutas para ter uma rápida digestão e disponibilidade de energia, como por exemplo a banana. Não gosto de treinar com comida no estômago, pois a digestão tira a energia dos treinos. Já no pós treino tomo uma vitamina proteica como ensino no meu vídeo ou faço uma refeição proteica com salada de grão de bico germinado, semente de girassol crua e descascada que deixo de molho na água por 8 horas, batata doce cozida, legumes e vegetais cozidos.

VegNutri: Qual seria seu conselho para quem quer fazer a transição para a dieta vegetariana e ainda tem algum tipo de receio?

André Ferrizzi : Não precisam ter medo. O Ministério da Saúde publicou em 2014 no “Guia Alimentar Para a População Brasileira”, que o consumo de alimentos de origem animal não é necessário para uma alimentação saudável. Outras instituições de saúde de outros países também possuem a mesma declaração.

Recomendo a todos que estudem e busquem boas referências científicas sobre o tema. A informação é o maior aliado de quem busca mudar sua vida para melhor, pois muitas vezes por falta de informação ficamos estagnados em nossos medos. Leia sempre notícias, como as deste site, leia livros, inclusive tenho um livro digital chamado “Vegetarianismo e Fitness”, que disponibilizo gratuitamente aos leitores do site VegNutri em www.forcaveg.com.

Recomendo também fortemente o trabalho do médico Dr. Eric Slywitch, diretor do Departamento de Medicina e Nutrição da Sociedade Vegetariana Brasileira, autor do site www.alimentacaosemcarne.com.br e também de livros sobre vegetarianismo. E é muito importante frisar, sempre consulte seu médico e nutricionista antes de aplicar qualquer informação encontrada na internet.

2 comentários em “Entrevista com André Ferrizzi, o vegano que é sucesso na internet

    • 17 de Abril de 2017 em 19:17
      Permalink

      Agradecemos seu comentário, Paulo. Ficamos felizes que tenha gostado.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *