Estudante que vendia bombons se forma em Medicina

Jessé Soares, casado e pai de duas meninas, vendeu bombons por muito tempo em ônibus na cidade de Belém, para pagar as despesas com material da faculdade de medicina da Universidade do Estado do Pará (UEPA).

Ele nasceu em Limoeiro do Ajuro, cidade localizada no nordeste do Pará, graças ao esforço da mãe, agente comunitária de saúde, e do pai, carpinteiro. Ingressou na faculdade de medicina em 2009, quando se mudou para um quitinete no bairro do Guamá, em Belém. Nesse mesmo ano, a namorada dos tempos de cursinho engravidou da primeira filha. Surgiu então a necessidade de reforçar os ganhos, Jessé tomou a decisão de vender bombons por R$ 0,50 nos coletivos de Belém.

Em 2013, Jessé fez uma campanha nas redes sociais para arrecadar dinheiro suficiente para se manter até o final do curso Hoje, Soares já concluiu o curso e conseguiu seu registro profissional.

“Foram vários momentos em que batia uma angústia de querer estudar e não ter condições, mas sempre vinha um sentimento de que, quando eu terminasse, as coisas seriam melhores.E estão melhorando”, comemora.

Segundo Jessé, todas as dificuldades serviram como motivação para garantir o futuro das filhas Ewelyn e Ana Clara. “Eu vou investir na educação delas, para que não aconteça com elas o que aconteça comigo”.

“A minha história é legal porque terminou bem, mas não desejo o que eu passei para ninguém. Espero que elas tenham uma vida mais fácil”, disse.

Fonte: Bemmaismulher

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *