Príncipe vegano quer erradicar os zoológicos do Oriente Médio

O príncipe Khaled bin Alwaleed, da Arábia Saudita, está se dedicando a por fim aos locais que aprisionam animais para entretenimento humano. “Nosso objetivo é erradicar os zoológicos completamente do Oriente Médio. Um zoológico já é demais”, afirmou o príncipe, que é vegano, em entrevista ao KBW Ventures, grupo do qual é fundador e CEO.

Prince Khaled bin Alwaleed, Founder and CEO, KBW Ventures, experiences the creation of a bait ball feeding frenzy at National Geographic Encounter: Ocean Odyssey in New York’s Times Square, Wednesday, April 4, 2018, while attending an event to announce National Geographic Encounter’s expansion with KBW Ventures and its partner, the General Entertainment Authority of Saudi Arabia, to develop and launch up to 10 new locations with Ocean Odyssey in the Middle East. (Diane Bondareff/AP Images for National Geographic Encounter)

Como forma de combater a prática de aprisionar animais e também para incentivar a população a frequentar locais de entretenimento que não explorem animais, Khaled inaugurou o Ocean Odyssey, em Nova Iorque, nos Estados Unidos. Trata-se de um aquário virtual, que permite que o visitante seja transportado para o fundo do mar, observando de perto várias espécies de animais marinhos sem mantê-los aprisionados. No local, não há água nem animais reais.

Ao invés de tirar os animais de seu habitat natural, esta experiência imersiva promete transportar qualquer pessoa para o fundo do mar – sem uma gota só de água!

Os aquários sem peixes são a aposta do príncipe saudita Khaled Bin Alwaleed. Vegano, ele planeja levar o projeto Ocean Odyssey a dez cidades do Oriente Médio até 2019.

A experiência é elaborada em parceria com o National Geographic que recria o ambiente de um aquário gigante sem usar nenhum animal de verdade. “Usamos tecnologia digital imersiva e de última geração para permitir que os visitantes vejam de perto algumas das maiores e mais interessantes criaturas do oceano, em tamanhos realistas e com detalhes científicos exatos“, descreve o site da atração.

 

 

 

 

 

 

 

O Ocean Odyssey já pode ser visitado em Nova York, onde os ingressos custam a partir de US$ 39,50 e podem ser reservados aqui. Nos primeiros seis meses de funcionamento, mais de 250 mil pessoas já visitaram a exposição.

Alguma dúvida de que ela será um sucesso também no Oriente Médio?

Fonte: Hypeness

2 comentários em “Príncipe vegano quer erradicar os zoológicos do Oriente Médio

  • 26 de julho de 2018 em 16:44
    Permalink

    Grata por ver tantas pessoas empenhadas no fim da exploração animal.
    Muita gratidão a vc príncipe Khaled

    Resposta
  • 25 de agosto de 2018 em 07:35
    Permalink

    Coisa de um verdadeiro principe!
    obrigada, em nome dos animais!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *