Alimentação vegana e a importância dos temperos

A alimentação vegetariana pode ser saudável e saborosa, mas com certeza o uso de temperos, ervas e especiarias contribuem muito para que isso aconteça. Conheça alguns deles.

Temperos : seus usos e benefícios

Açafrão: possui ação antisséptica, digestiva, anti-inflamatória, antioxidante, antidepressiva e anticancerígena, atuando principalmente na prevenção. Rico em Vitamina A, ácido fólico, riboflavina e Vitamina E, ele dá cor vibrante para o arroz, sopas e pães.

Aipo ou salsão: bom para ser usado na sopa e dar um sabor acentuado. As folhas de aipo são ricas fontes de flavonóides antioxidantes tais como zea-xanthin, luteína e beta-caroteno, que é anti-oxidante, protege do câncer e aumenta a imunidade. Aipo fresco é uma excelente fonte de vitamina K, fornece cerca de 25% do DRI. Vitamina K ajuda aumento da massa óssea.

Baunilha: perfuma bolos, doces, cremes, mingaus

Cardamomo:  usado no preparo de pães, preparações com batatas e batata-doce, pratos indianos, sopas, arroz, bolachas e saladas de frutas. Possui propriedades terapêuticas, como antisséptico, antiespasmódico, carminativo, digestivo, diurético, expectorante, estimulante, estomacal e tônico.

Canela: Saboriza compotas, marinados, picles, ensopados, bolos, pães, biscoitos e doces caseiros. Auxilia para os pré-diabéticos e aqueles que sofrem de diabetes tipo 2, pois reduz a concentração de glicose e aumenta a sensibilidade à insulina. Também possui antioxidantes, é anti-inflamatória e antifúngica. Importante dizer que a ingestão de canela é contra indicada para gestantes em qualquer fase da gravidez, lactação ou alimentação de bebês.

Cominho: Para molhos, cremes, legumes, sopas e pães. É essencial no curry, que é a mistura de diversos temperos juntos e cada mistura pode resultar sabores diferentes.

Cúrcuma: possui sabor agradável e cor amarela, ela é usada para colorir os pratos, usada em feijões, lentilhas, molhos, refogados, sopas, pratos de arroz, batatas, vegetais. Pode ser usado no suco verde e deve ser acompanhado de uma pitada de pimenta, para potencializar a sua ação.

Erva doce: Seu aroma doce, como o anis, tempera muito bem saladas, molhos e o creme fresco. O bulbo é muito bom em saladas.

Alecrim: possui ação antioxidante e componentes anti-inflamatórios que podem melhorar o sistema imunológico e a circulação do sangue. Ajuda a proteger o sistema neurológico. Também é uma das plantas que funcionam como repelente natural.

Gengibre:  é usado nos picles, molhos, doces, bolos, pães, saladas. Ajuda em episódios de tosse, enjôo e dor de garganta.

Louro: Combina com sopas, cozidos, e terrines. Uma folha basta para aromatizar o prato. São ricas em compostos que ajudam na saúde do coração, reduzindo as chances de doenças cardíacas coronárias. Recomendado durante gripes e febres, pois ajudam a aliviar o congestionamento. A melhor forma de ingerir o louro é na forma de cháo, mas pode também ser usado em preparações, como feijão.

Manjericão: acentua o sabor e perfume do tomate, berinjela, abobrinha. Deve ser adicionado no final para não perder seu aroma. Contém flavonoides além de outras vantagens, ajudam a reduzir a ação da oxidação do colesterol na corrente sanguínea, apresenta propriedades antiestresse e é anti-bacteriano. Ajuda a reduzir o cortisol, hormônio do estresse e é  fonte de vitamina C. Ajuda a diminuir o muco na bronquite e previne tosses e dores de garganta.

Menta:  muito usada na Europa para temperar ervilhas e batatas. Também usada em saladas, em sorbet e chá. Possui propriedades digestivas, ajudando no tratamento de indigestão, gases, náusea e diarreia. Pode também ser usada para curar inflamações no trato respiratório e dores do corpo, como dor de cabeça e garganta.

Mostarda: boa quando usada em conservas, pães, assados, picles e marinados (em grão)

Noz moscada: boa para doces, molhos e massas. Deve ser ralada somente na hora do uso e necessita de pequena quantidade para oferecer seu aroma delicado. Ela possui uma substância chamada miristicina, que age na função cerebral, estimulando a memória e podendo inibir a ação da enzima que provoca a doença de Alzheimer. Além disso  possui minerais, como potássio, cálcio, ferro e manganês, que ajudam a manter o sistema imunológico forte.

Orégano:  muito usado em pizzas,  é  perfeito para ser usado com tomate,  pimentão, berinjela, abobrinha e  massas. Ele também é anti-inflamatório e antibacteriano. Em forma de chá, possui ação expectorante e antifúngica.

Salsinha:  não é só decorativa, pois  acrescenta cor e sabor às saladas, molhos, purês de batatas, patês e sopas. Possui muita vitamina C.

Sálvia: com sabor, ligeiramente amargo, combina com legumes e molhos. Usada em casos de bronquite e gengivite.

Fontes: Mundogastroveggie, Ecycle, Forma saudável, Vila mulher

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *