Loja e mercearia veganas se unem em um mesmo espaço em Portugal

Os portugueses Mário e Alexandra, veganos e empreeendedores, abriram em 2014 a primeira sapataria vegan em Portugal, a Sapato Verde e, em 2017, uniram ao mesmo espaço a Mercearia Green Beans.

Na Sapato Verde é possível encantar-se com uma série de artigos, desde acessórios e cosméticos até uma variedade de peças de vestuário, sempre respeitando o principio de sustentabilidade do planeta e o respeito pelos animais.

O ambiente foi cuidadosamente construído, usando como recursos materiais de desperdício e de origem natural, a exemplo de restos de madeiras, paletes, bobines, plásticos, cordas de barcos, talheres, pedras, troncos e ramos.

Alexandra nos conta que em Portugal o veganismo teve um crescimento exponencial supreendente nos últimos anos. Enquanto em 2007 registrava-se no país cerca de 30 mil vegetarianos, em 2017 o número passou para 120 mil, dos quais 60 mil são veganos.

Leia nesta entrevista exclusiva com a proprietária dessas duas marca veganas, a importância de um mundo com empresas mais sustentáveis e preocupadas com o comércio mais justo.

Mário e Alexandra

VegNutri: Como surgiu a ideia de criar a loja Sapato Verde ?

Alexandra: Num jantar entre amigos e família falávamos da dificuldade em encontrar no mercado calçado fabricado com materiais alternativos à pele animal. A oferta que existia na altura era maioritariamente por compra em lojas on-line. Na procura de mais informações sobre o tema, percebi que grande parte da produção existente era feita em Portugal, o que despertou ainda mais a minha vontade de seguir em frente com um negócio que assentasse numa base ecológica, visando a sustentabilidade do planeta onde se poderia encontrar calçado sem qualquer produto de origem animal. E assim, em 2014, nasceu a 1ª sapataria vegan em Portugal! A Sapato Verde abriu em Cascais onde permaneceu durante três anos até mudar as instalações para Lisboa.

Sapato Verde

VegNutri: A mercearia Green Beans foi criada na mesma época?

Alexandra: A Green Beans surgiu em 2016 com a loja online e em alguns eventos. O feedback foi tão positivo que houve necessidade de abrir um espaço físico. Na altura não existia nenhuma mercearia 100% vegan em Lisboa! Encontramos esse espaço na Rua das Chagas que é partilhado com a Sapato Verde.

 

VegNutri: Qual o conceito das lojas e a que público se direciona?

Alexandra: As lojas se assentam em três pilares fundamentais: Veganismo, Sustentabilidade e  Comércio Justo. Tudo está interligado e não podemos descurar nenhum ponto em prole de outro. O nosso público partilha essencialmente os mesmos ideais.

Green Beans

VegNutri: Você é vegana? Se sim, essa foi a sua motivação inicial?

Alexandra: Sim, tanto eu como o Mário, que gere a mercearia, somos veganos. Fui vegetariana durante alguns anos, pensando que estava a fazer o melhor pelos animais, simplesmente por não os comer. Mas felizmente conseguimos perceber que não basta ser vegetariano. A indústria do leite e ovos é igualmente, senão mais cruel ainda. Foi depois de assistir à palestra do Gary Yourofsky que nos tornamos veganos.

VegNutri: Você já era comerciante ou foi uma coisa nova em sua vida começar a empreender?

Alexandra: Anteriormente desempenhava funções de gestão e faturação em escritórios de outras empresas. Mas nunca concordei com as políticas aplicadas na gestão, cujo único objectivo era o lucro acima de tudo. A parte ética era sempre descurada, já para não falar da preocupação com o ambiente, animais e o bem estar dos próprios funcionários, que não passam de números. Trabalhar em grandes empresas, salvo algumas excepções, tem sempre essa desvantagem. Acabamos por nos sentir um pouco como um animal raro que “vive num mundinho cor-de-rosa” como me diziam por vezes. A minha preocupação em fazer algo que respeitasse os valores em que acredito, era visto como uma opinião só minha e desvalorizada nos sitios por onde passei. Neste momento é o oposto, trabalhamos com fornecedores fantásticos, os nossos clientes preocupam-se mesmo por tornar este mundo melhor! Sentimos que estamos a fazer diferença 🙂

Green Beans

VegNutri: O público é em sua maior parte formado por portugueses ou por turistas, já que Portugal está passando por um grande incremento neste setor ?

Alexandra: Felizmente o nosso público português é cada vez maior. Em Cascais estávamos muito dependentes da época alta que nos trazia os turistas. Quando chegava o inverno, principalmente no primeiro trimestre do ano, era complicado. Aqui em Lisboa nos deparamos com outra realidade. Cada vez temos mais clientes nacionais e não estar dependente do turismo é muito bom. A Sapato Verde e a Green Beans abriram para todos, mas ter clientes portugueses e veganos é algo que nos enche o coração de gratidão.

VegNutri: Como você vê o crescimento do veganismo em Portugal e o interesse das pessoas no mundo por produtos mais sustentáveis e eticamente elaborados?

Alexandra: Na minha opinião, e na de milhares de pessoas também, o veganismo é o futuro. Basta fazer um pouco de pesquisa sobre o assunto para se perceber o porquê. Em Portugal o veganismo teve um crescimento exponencial. Em dados revelados pela AVP (Associação Vegetariana Portuguesa), o número de vegetarianos em Portugal quadruplicou na última década. Em 2007 tinham sido registados 30 mil, enquanto que nos últimos dados de 2017 o número passou para 120 mil, dos quais 60 mil são veganos! Também assistimos a uma preocupação maior por artigos fabricados de forma sustentável e com respeito pelo trabalho do produtor ou artesão. O barato sai caro a alguém, e nesses casos, a fatura é paga por quem produz ou pelo nosso planeta.

Site: Greenbeans

Facebook: Greenbeans

Site: Sapato Verde

Facebook: Sapato Verde

Local: Rua das Chagas, 31-33,  Lisboa

Telefone: +351 924 216 519

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *