Mais de 300 animais são resgatados e reabilitados em Santa Catarina

Ao menos 300 animais marinhos resgatados em diferentes cidades de Santa Catarina foram reabilitados em 2020, segundo um levantamento feito pelo Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), que monitora a orla catarinense.

Ao todo, 299 aves e quatro mamíferos foram resgatados com sucesso nas praias catarinenses. Houve ainda o desencalhe de uma baleia-jubarte em Florianópolis.

Do total de animais reabilitados, 66 foram resgatados nas praias da Ilha de Santa Catarina pelo projeto R3 animal. O restante foi resgatado e estabilizado pelas outras instituições que também integram o projeto de monitoramento de praias.

Da região de Penha, no Litoral Norte, foram 101 animais resgatados pela Univali. Em Laguna, no Sul, foram 61 animais provenientes da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), da Univille, 56, e resgatados pelo Instituto Australis foram 19 animais.

Imagem: Nilson Coelho/ R3 Animal

Veja a lista de animais reabilitados:

Gaivotas: 175
Pinguins-de-Magalhães: 59
Atobás-pardos: 30
Outras espécies de aves: 24
Fragatas: 11
Lobo Marinho do Sul: 3
Lobo-Subantártico: 1

Outras ocorrências – Além dos animais resgatados e reabilitados, o projeto atendeu outras ocorrências envolvendo animais, alguns seguem em reabilitação.

Nas praias de Florianópolis foram registrados 1.548 animais marinhos ao longo do ano, sendo que 1.254 deles já foram encontrados mortos e 294 estavam vivos no momento dos resgates. As aves representaram o maior número, 1.178 registros.

Os mamíferos marinhos somaram 70 ocorrências. Foram 48 animais encontrados mortos e 22 animais vivos. Os cetáceos, que englobam golfinhos e baleias, contabilizaram 31 ocorrências, com apenas um animal vivo. Trata-se da baleia-jubarte desencalhada com sucesso na praia da Lagoinha do Norte.

Imagem: Nilson Coelho/ R3 Animal

Os pinguins-de-Magalhães tiveram 800 registros, sendo 684 mortos e 116 animais vivos no momento do resgate.

As tartarugas marinhas somaram 300 registros, sendo de apenas oito animais vivos, que foram resgatados e encaminhados para reabilitação no Projeto Tamar Sul, em Florianópolis.

O objetivo do projeto é avaliar possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos encontrados mortos. O PMP-BS é realizado desde Laguna, Sul de Santa Catarina, até Saquarema (RJ).

Fonte: G1

Imagens:  Nilson Coelho/ R3 Animal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *