Saiba mais sobre o leite que consome

1. A vaca precisa estar prenha ou ter dado à luz para produzir leite

Isso deveria ser óbvio, mas muita gente não sabe ou não pensa no fato de que, para produzir leite, as vacas precisam estar prenhas ou terem tido filhote. Assim como ocorre com todos os mamíferos do mundo, o leite da vaca destina-se a alimentar os seus filhotes, não os de outras espécies.

2. Leite de vaca (aquele vendido no mercado) contém pus e sangue

Devido ao alto estresse imposto às vacas para que produzam quantidades absurdas de leite até seu total esgotamento, maximizando assim o lucro da indústria, quase todas as vacas exploradas pela indústria leiteira desenvolvem inflamação nas mamas (mastite). Isso faz com que, invariavelmente, haja pus e certa quantidade de sangue no leite que é comercializado. É tanto pus que a lei permite a presença de 1.000.000 de células somáticas (vulgo pus) por mililitro no leite vendido ao consumidor brasileiro.

3. A indústria leiteira destrói lagos e rios

A enorme quantidade de excrementos gerados pela indústria leiteira é um dos grandes responsáveis pela poluição de lagos e rios.

4. As vacas são mantidas permanentemente prenhas

Para produzir leite, as vacas são mantidas permanentemente prenhas, num ciclo que só termina quando, totalmente esgotadas, são vendidas para abate como carne de segunda. Na maioria das fazendas de exploração, a inseminação se dá artificialmente. O estresse a que as vacas são submetidas nesse processo industrial em que são exploradas como máquinas é algo inimaginável.

5. Bezerros machos são geralmente abatidos para carne de vitela

Na indústria do leite, os bezerros macho não têm muita utilidade. Para não perder dinheiro, as fazendas costumam confiná-los para que não fortaleçam os músculos até que sejam abatidos, com poucas semanas de idade. 

Na indústria da carne de vitela, os bezerros são mantidos acorrentados pelo pescoço para evitar que se exercitem e assim garantir uma carne macia.

6. O consumo de leite está relacionado ao câncer

O consumo diário de dois copos de de leite de vaca aumenta o risco de câncer de próstata em 60%. Mulheres que substituem leite animal por leite de soja, no entanto, têm o risco reduzido em 43%.

7. Bezerros recém-nascidos são afastados de suas mães

Após o nascimento, os bezerrinhos são separados de suas mães já nas primeiras horas. As vacas choram e gritam por dias a dor de terem seus filhos roubados.

8. A produção de leite é insustentável

De acordo com a ONU, a indústria da carne e de leite responde por mais de 15% de todas as emissões de CO2 na atmosfera. O CO2 é o gás mais prejudicial ao planeta e o mais destrutivo para a atmosfera.

9. A produção industrial de leite é agente de sofrimentos extremos e infecções

As vacas são forçadas a produzir quantidades inimagináveis de leite para atender a demanda ditada pelo consumo humano. Exploradas até o extremo, acabam desenvolvendo uma série de problemas, dores e infecções.

10. Vacas leiteiras geralmente são abatidas com apenas três anos

Apesar de sua expectativa de vida natural ser de 25 anos, as vacas exploradas pela indústria leiteira já começam a ficar improdutivas antes dos 4 anos de idade, devido ao alto nível de estresse e abuso a que são submetidas. Esgotado seu ciclo produtivo, muitas são abatidas e têm suas carnes vendidas para não dar prejuízo financeiro aos produtores.

11. A indústria leiteira promove imenso desperdício de água

Cada vaca consome, em média, cerca de 150L de água por dia. Para cada litro de leite, são necessários 1.000L de água, o que equivale a cerca de 7 banhos.

12. Muitas vacas, quando abatidas, viram carne de hambúrguer

No processo industrial, muitas vacas recebem choques elétricos e são espancadas mesmo antes da hora de serem abatidas.

13. 70% da população brasileira tem alguma intolerância à lactose

Muitos estão acordando e largando o consumo de leite. Cerca de 70% da população brasileira possui alguma intolerância à lactose. Não é à toa – esse leite não foi feito para humanos.

Felizmente, é possível parar de patrocinar e financiar todo esse abuso adotando-se uma dieta vegetariana estrita. Quando paramos de consumir, eles param de produzir.

Fonte: Site Escolha Veg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *