Projeto proíbe o uso de gorduras trans no Brasil

No dia 26 de abril, a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado Federal aprovou o projeto de lei (PLS 478/2015) que proíbe o uso de gorduras vegetais hidrogenadas, as chamadas gorduras trans, na produção de alimentos.

As gorduras trans são produzidas artificialmente e buscam aumentar o sabor e o tempo de conservação das comidas industrializadas, como margarina, macarrão instantâneo, biscoitos e pratos congelados. Em excesso, elas contribuem para o colesterol ruim (LDL) subir e o bom (HDL), cair. No longo prazo, o quadro pode levar a episódios de derrame e infarto.

O relator da proposta, o senador Eduardo Amorim (PSDB-SE), alterou o texto original, incluindo a proibição de gorduras parcialmente hidrogenadas na fabricação alimentícia e estabeleceu um prazo de três anos para as empresas se adequarem à norma.

O projeto de lei é de autoria da senadora Marta Suplicy (PMDB) e segue agora para tramitação na Câmara dos Deputados.

Fonte: Hypeness , Informaluz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *