Estudantes universitárias criam ovo vegano

O nome pode parecer impróprio porque o “ovo” é um dos alimentos de origem animal, então por que criar um alimento que não é o que parece. Ele foi criado por quatro alunas do curso de Mestrado em Ciências da Alimentação e Tecnologias Alimentares do ateneu italiano.

O ovo vegano vem pronto para comer e é adequado, de acordo com as criadoras, a pessos com intolerância ou que optam por não comer ovos. Ele é feito inteiramente com ingredientes naturais e vegetais, principalmente proteínas, derivados de diferentes farinhas, óleos vegetais, um agente gelificante e um sal especial, e é o resultado de um ano e meio de experimentações.

“É um produto refrigerado, pronto para comer, para ser usado em salada ou em combinação com vários molhos”, lê-se no comunicado oficial da Universidade de Udine.

“O setor de interesse é a indústria de alimentos, especialmente empresas que já produzem produtos destinados a consumidores veganos ou alimentos funcionais. Pode ser vendido em lojas de alimentos orgânicos, vegetarianos ou veganos, mas também em qualquer supermercado dada a crescente demanda desses produtos pelos consumidores. No desenvolvimento do produto, as dificuldades não foram poucas, especialmente de natureza tecnológica bem como a escolha dos ingredientes. Foram necessários inúmeros testes para obter a formulação ideal em termos de consistência e sabor do produto acabado”, explicaram as criadoras.

Nas próximas semanas, a patente iniciará seu percurso de comercialização e será apresentada às empresas locais interessadas em adquirir o procedimento.

Na Itália, os produtos puramente vegetais não podem, a princípio, ser comercializados com os nomes de “leite” (como leite de soja), “creme de leite“, “manteiga”, “queijo” ou “iogurte”, pois são nomes reservados aos produtos de origem animal, mesmo que essas denominações sejam complementadas por indicações explicativas ou descritivas que indiquem a origem vegetal do produto em questão (creme de leite vegetariano, por exemplo).

Será que tais produtos podem ajudar as pessoas que querem se tornar vegetarianas e não conseguem?

Enquanto a novidade não chega, você pode ver uma saborosa receita de tofu mexido aqui ou ver substitutos para os ovos aqui.

Fonte: Greenme

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *