Cid Moreira não come carne há 30 anos e já recusou proposta milionária da Friboi

O apresentador Cid Moreira participou, neste mês, do “Lady Night”, da humorista Tatá Werneck, e fez algumas revelações surpreendentes, além de participar de brincadeiras. Entre as várias perguntas feitas durante a entrevista, Tatá quis saber qual era o segredo do jornalista para manter a juventude e a saúde aos 91 anos.

“Eu não sou totalmente vegano, mas eu deixei de comer carne há uns 30 anos. Por exemplo, de manhã, eu só como frutas. E no almoço, muitos legumes. O arroz integral é indispensável.Eu tenho uns aparelhos de ginástica, e uma sauna seca… eu jogava tênis também, mas aos 88 parei”, disse Cid Moreira.

Reconhecido pela sua voz grave, Cid Moreira esteve à frente do Jornal Nacional por quase três décadas, e hoje, dedica-se a narrar a Bíblia, o que considera ser sua missão de vida. O jornalista, que defende o vegetarianismo, foi uma das personalidades do Calendário Veg 2018, que teve 100% do lucro revertido para o Santuário das Fadas e a Comunidade Crer-Sendo, entidades de proteção animal do Rio de Janeiro.

Proposta recusada – Em 2017,  Cid Moreira foi entrevistado em um especial do UOL e falou sobre diversas coisas. Entre elas, uma curiosidade. O jornalista e locutor revelou uma proposta de R$ 2 milhões oferecido pela JBS –  empresa dos irmãos Batista e alvo da Operação Lava Jato – para que estrelasse comerciais da marca de carne Friboi ao lado da também jornalista Fátima Bernardes.

“Recusei e não me arrependo. Sou vegetariano, tenho princípios“, afirmou ele. A Friboi já teve como garotos-propaganda o ator Tony Ramos e o cantor Roberto Carlos, que, em 2014, quando se dizia vegetariano, afirmou, após 30 anos, ter voltado a comer carne no comercial para o qual recebeu um cachê milionário. A ação acabou virando piada, especialmente porque o cantor sequer tocava na carne durante o anúncio. Ele acabou tendo o contrato de R$ 45 milhões rompido meses depois.

Trecho da entrevista em que Cid Moreira fala sobre seus hábitos alimentares e de saúde:

 

Carreira

Cid Moreira começou na rádio Difusora, de Taubaté, como contador. Como sua voz era muito bonita e grave foi convidado para ser locutor. Narrador dos documentários de cinema, apresentando o noticiário semanal Canal 100, de produção de Carlos Niemeyer. Em 1955 atuou como ator no filme “Angu de Caroço”. Voltando a atuar no cinema, em 1958, como narrador no filme “Traficantes do crime”.

Apresentou de 1969 a 1996 o Jornal Nacional, na Rede Globo de Televisão, sendo um recordista como locutor que mais tempo esteve à frente de um mesmo telejornal.  Fez a gravação da Bíblia na íntegra e na linguagem atual, além de narrar algumas matérias para o programa Fantástico. Os CDs bíblicos com sua locução alcançaram um imenso sucesso de vendas, chegando a 30 milhões de cópias.

Veja também:

Cid Moreira recusa proposta milionária da JBS

Jantares oficiais na Holanda passarão a ser vegetarianos

Jovem cria sobremesas veganas surpreendentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *