Proteínas vegetais fazem você viver mais

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Aumentar o consumo de proteínas vegetais como feijão, tofu, grão-de-bico e muitos outros em apenas 3% diminui em 10% o risco de morte. Ao mesmo tempo, quem aumenta o consumo de proteínas animais como carnes, laticínios e ovos em 10% tem 8% mais chances de morrer por doenças cardiovasculares.

Esta foi a conclusão apresentada por um grande estudo publicado em pelo menos dois conceituados periódicos científicos, resultado de uma pesquisa que durou mais de três décadas com cerca de 130 mil pessoas, confirmando que produtos de origem animal fazem mal à saúde.

A pesquisa foi conduzida por Mingyang Song, especialista em estudos nutricionais na Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard. O material foi publicado nos periódicos médicos JAMA Internal Medicine e PubMed.

Mingyang Song e sua equipe analisaram dados de saúde e nutrição de 131.342 pessoas que foram armazenados por 30 anos. A maioria dos voluntários era do sexo feminino. Foram acompanhadas 85.013 mulheres e 46.329 homens.

Um número ainda mais impressionante foi encontrado com relação ao consumo de ovos. Apenas o fato de substituir a proteína proveniente dos ovos por fontes de origem vegetal aumenta em 19% as chances de viver, ficando, em valores, acima até da temida carne vermelha. Eliminar a carne bovina da dieta diminuiu o risco de morte em 12%.

“No geral, nossos resultados sustentam a importância das fontes de proteína na dieta para resultados de saúde em longo prazo. Nossas descobertas sugerem que as pessoas deveriam consumir mais proteínas vegetais”, afirma Mingyang Song.

Os pesquisadores encontraram na análise que a ligação entre o consumo de carnes, ovos e laticínios e o risco de morte apareceu em pessoas que têm pelo menos um fator de risco, como o tabagismo.

A ligação não foi observada em pessoas que tinham hábitos de vida mais saudáveis, ainda que comessem produtos animais. Segundo os autores do estudo, uma possível explicação para isso é que as proteínas vegetais anulam os malefícios causados pelas proteínas animais.

Redução do colesterol e da pressão sanguínea

O aumento significativo no desenvolvimento de doenças cardiovasculares e outros problemas de saúde estão diretamente ligados às proteínas de origem animal. Os mesmos nutrientes, quando obtidos a partir de vegetais, reduzem o colesterol e a pressão sanguínea e conseguem aumentar a sensibilidade à insulina, protegendo o organismo também contra a diabetes.

O seu corpo precisa de proteínas para construir e reparar todos os tecidos. Mas elas não estão presentes somente na carne vermelha. Você pode substituí-la em seu cardápio através de várias outras fontes desse nutriente tão importante. Conheça substituições inteligentes que se adaptam ao seu estilo de vida e preferências. (Clique aqui)

E se você está conhecendo o veganismo agora, saiba que é muito mais do que mudar a alimentação, mas é muito mais simples do que pode parecer. Veja uma página com os primeiros passos para se tornar vegano – www.sejavegano.com.br.

2 comentários em “Proteínas vegetais fazem você viver mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *